Publicado por: gfrochao | Abril 25, 2008

Democratizar a Cultura

25 de Abril

E por momentos acreditámos…

Há 34 anos, nascia um novo País, ficou prometido uma regra em 3D – Democracia, Descolonização e Desenvolvimento a todos os níveis. Mas a Democracia não chegou a todos por igual.

Relativamente à Cultura pede-se uma Gestão Transformadora.

A Cultura está presente em todas as acções da sociedade. A resignação ou o inconformismo com que o cidadão encara a sua realidade é, sobretudo, uma conduta cultural. O próprio facto de o indivíduo se perceber enquanto cidadão é fruto de condicionantes culturais e históricas. Uma acção de governo que se pretenda progressista, ou transformadora, tem a Cultura como prioridade.

A Cultura não pode ser confundida com eventos isolados, que se bastem em si mesmo. Muito menos pode-se reduzir a Cultura ao mero entretenimento, ou restringi-la às Belas Artes ou à “alta cultura”, erudita e hermética. Cultura é um pouco disto tudo, mas são também as referências históricas, costumes, condutas, desejos e reflexões. Evidentemente, o evento artístico, como concretização de um processo, tem um papel importante e muitas vezes é nesses acontecimentos que as pessoas tomam contacto, pela primeira vez, com determinadas obras de arte; e são tocadas por elas. Também o entretenimento traz uma componente lúdica fundamental  e seria de um profundo elitismo masoquista negar este aspecto agradável da cultura. Mas, antes de tudo, Cultura é “o cultivo da mente”. Ou, nas palavras de Bertold Brecht, “… é pensar, é descobrir“.

Democratizar a Cultura é democratizar o acesso aos bens da cultura universal, permitindo que as pessoas elevem-se à autoconsciência de sua participação no gênero humano. Ampliar o raio de ação das obras culturais, e não adaptá-las, moldá-las, enfraquecê-las, permite que o indivíduo se aproprie de instrumentos capazes de romper a falsa consciência alienada e particularista que o impede de desenvolver uma postura crítica diante do mundo em que vive.

Hoje aproveitamos para exigir uma política democrática de formação cultural. Não é uma simples relativização cultural, um “deixar fazer” sem critérios. Democratizar é oferecer alternativas, é desenvolver um trabalho de contra-cultura em relação às imposições do moldável mercado. É se contrapor à indústria cultural, de consumo fácil e gosto duvidoso.


Responses

  1. Sem dúvida “democratizar a cultura” é um excelente tema que me suscita curiosidade. Na vedade, já nasci com a democracia viva, não sentindo deste modo a vivência de ditaduras. A democracia não chegou a todos, porque o ser democrata também requer ao cidadão procurar conhecer, saber exercer e continuar a descobrir a democracia. Não pode qualquer cidadão reger-se por uma conjuntura, e não conhecer os direitos e deveres de democrata.
    É IMPORTATNE SABER O QUÉ É DEMOCRACIA!! ; )

    http://www.portugal.gov.pt/Portal/PT/Governos/Governos_Constitucionais/GC17/Programa/programa_p022.htm


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: